2ª Vara Cível do Foro de Guararapes

Lote 01: 2ª Vara Cível do Foro de Guararapes

Valores atualizados

Avaliação315.210,00
Lance mínimo200.920,00
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lance-
Usuário-
Visitas64

COTA PARTE CORRESPONDENTE A 17,65% DO IMÓVEL - EQUIVALENTE A 5,53 ALQUEIRES PAULISTA DE TERRAS.

IMÓVEL:“Área terras com 75,8130 hectares ou 31,3277 alqueires, com um perímetro de 4.198,64m, denominado Sítio Paraíba, no Bairro Serrinha, nesta cidade, município e comarca de Guararapes, Estado de São Paulo, com a seguinte descrição: inicia-se a descrição deste perímetro no vértice 1, situado na margem esquerda da Estrada Municipal – GRR-169, que demanda a Guararapes sentido Bairro Serrinha e junto terras de divisa do Sítio Primavera, pertencente a João Caetano Sanches e outro, matricula nº 14.609; deste, segue confrontando com o Sítio Primavera, pertencente a João Caetano Sanches e outro, matricula nº 14.609, com o seguinte azimute e distância: 176°56`12” e 1.643,93m até o vértice 2, situado junto a margem esquerda do Córrego Serrinha; deste, segue confrontando com Córrego Serrinha, a sua montante, e sendo divisa natural, com os seguintes azimutes e distâncias: 271°05`04” e 26,93m até o vértice 3, 283°34`06” e 26,40m até o vértice 4; 328°31`16” e 14,63m até o vértice 5; 328°31`16” e 6,30m até vértice 6; 304°41`34” e 11,91m até o vértice 7; 298°09`14” e 37,91m até o vértice 8; 262°01`37” e 63,50m até o vértice 9; 323°20`57” e 37,60m até o vértice 10; 323°35`29” e 12,62m até o vértice 11; 298°10`45” e 10,45m até o vértice 12; 281°34`28” e 30,90m até o vértice 13; 251°15`47” e 7,62m até o vértice 14; 304°44`43” e 31,90m até o vértice 15; 242°02`28” e 9,80m até o vértice 16; 190°04`25” e 19,98m até o vértice 17; 253°09`29” e 6,33m até o vértice 18; 298°54`54” e 10,20m até o vértice 19; 311°46`10” e 37,45m até o vértice 20; 257°03`00” e 6,81m até o vértice 21; 258°40`05” e 34,13m até o vértice 22; 274°47`04” e 15,05m até o vértice 23; 289°39`26” e 11,02m até o vértice 24; 301°19`03” e 31,42m até o vértice 25, situado junto a margem esquerda do Córrego Serrinha com a divisa do imóvel denominado lote “02” pertencente a José Pereira de Lucena, sucessor de Aparecida Raffa de Souza; deste, segue confrontando com o imóvel denominado lote “02” pertencente a José Pereira de Lucena , sucessor de Aparecida Raffa de Souza, com o seguinte azimute e distâncias: 350°44`16” e 1.480,39m até o vértice 26, situado junto a margem esquerda da Estrada Municipal – GRR-169, que demanda a Guararapes sentido Bairro Serrinha, deste, segue confrontando com a Estrada Municipal GRR-169, no sentido Guararapes, com os seguintes azimutes e distâncias: 90°28`02” e 63,64m até o vértice 27; 83°37`49” e 509,82m até o vértice 1, ponto inicial da descrição deste perímetro. Todos os azimutes e distâncias, áreas e perímetro foram calculadas no plano de projeção UTM”.

Matriculado sob o nº 17.246 do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Guararapes/SP.Os bens serão vendidos no estado de conservação em que se encontram, sem garantia, constituindo ônus ao interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação judicial eletrônica.

ÔNUS:Consta na referida matrículaAv.1a.)Hipoteca de 50% do imóvel em favor de Willian Trigilio da Silva, conforme R.25/3.751;b.)Protesto contra alienação de bens, com fim de prevenir litígios e prejuízos a eventuais adquirentes, requerido por Plínio de Arruda, conforme Av.26/3.751;c.)Penhora de 25% do imóvel, processo 0001720-57.2005.8.26.0218 em trâmite no 2º Oficio Judicial do Foro de Guararapes/SP, movido por Genese Edson Queiroz, conforme Av.26/3.751;d.)Penhora fração 6,66666% do imóvel, processo 0000444-15.2010.8.26.0218 em trâmite no 2º Oficio Judicial do Foro de Guararapes/SP, movido por Santos Albino Filho, conforme Av.33/3.751;e.)Penhora fração 6,66666% do imóvel, nº ordem 140-10, em trâmite no 2º Oficio Judicial do Foro de Guararapes/SP, movido por Santos Albino Filho, conforme Av.34/3.751;f.)Penhora de 50% do imóvel, processo 0005106-56.2009.8.26.0218 em trâmite no 2º Oficio Judicial do Foro de Guararapes/SP, movida pela Procuradoria Seccional da Fazenda Nacional em Araçatuba, conforme Av.35/3.751;Av.3- Penhora de 50% do imóvel, processo 0005926-75.2009.8.26.0218 em trâmite no 2º Oficio Judicial do Foro de Guararapes/SP, movida pela Itapeva II Multicarteira Fidc Np;

DO VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM- No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial que corresponde aR$ 57.000,00 o alqueire (Dezembro/2017), perfazendo o valor deR$ 315.210,00(Trezentos Quinze Mil, Duzentos e Dez Reais),que será atualizado à época da alienação. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a60%do valor atualizado da avaliação judicial (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital, e, não tendo sido fixado preço mínimo, considera-se vil o preço inferior a cinquenta por cento do valor da avaliação).

Vara Única de São Miguel Arcanjo

Lote 01: Vara Única de São Miguel Arcanjo

Valores atualizados

Avaliação478.667,00
Lance mínimo622.466,00
Incremento3.000,00

Resultado parcial

Maior lance-
Usuário-
Visitas5

COTA PARTE CORRESPONDENTE A 2/3 DO IMÓVEL – EQUIVALENTE A 5,6 HECTARES OU 2,31 ALQUEIRES PAULISTA 

Localização: Sítio São José – Bairro Guararema – São Miguel Arcanjo/SP.

IMÓVEL: “TERRENO RURAL, situado neste Município e Comarca, no Bairro Guararema, dentro das seguintes divisas e confrontações: inicia no marco nº 31, junto a uma cerca de arame, na divisa com propriedade de Leon e Max Feffer e a propriedade de Pedro Lorenzetti, onde existe um caminho velho; seguindo daí por cerca até o marco nº 34, confrontando com propriedade de Leon e Max Feffer, nos seguintes rumos e distâncias: 31-32: 5,49 metros, 48°52´19’‘NE; 32-33: 109,51 metros, 79°19’55’’NE; 33-34: 162,80 metros, 70°09’34’’NE; do ponto nº 34 segue por grota na extensão de 191,19 metros, confrontando com propriedade de Leon e Max Feffer, até o ponto nº 38; do ponto nº 38 faz deflexão à direita e segue por grota, numa distância de 36,00 metros, mais ou menos, até fazer a barra á esquerda, dividindo nessa extensão com João Alexandre Borges; daí faz deflexão á direita e segue ainda pela grota, numa extensão de 314,00 metros, mais ou menos; daí faz pequena deflexão á direita e segue por cerca na distância de 160,00 metros, encontrando uma cerca de divisa da área de Pedro Lorenzetti, dividindo nessas duas extensões com o remanescente, Sítio Tijuco Preto – Gleba II; daí deflete á direita e segue por cerca de arame, na distância de 340,00 metros, onde existe um caminho velho, ponto de partida, dividindo nessa última extensão com a área de Pedro Lorenzetti”, encerrando a área de 84.700,00m², ou 8,47ha”.

Conforme Laudo de Avaliação: O Imóvel possui com algumas benfeitorias, constituído de 5 casa e 3 barracões. As casas são utilizadas como moradia e os barracões para armazenar ferramentas, e utensílios agrícolas e a produção em tempo de colheita. Cadastro INCRA nº 637.076.019.364-3. Cadastro na Receita Federal nº 2.384.309-8. Matriculado sob nº 2.108 do CRI de São Miguel Arcanjo/SP.

BARRACÃO 1Composto por único compartimento constituído de alvenaria e telhas de cerâmicas recobertas por argamassa sob pintura em tinta látex apoiadas sobre estrutura de madeira, sem forração, piso cimentado, esquadrias de madeira e metal, área de 106,60m² classificado de Galpão aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Próximo ao barracão 1 encontra-se uma casa denominada 1. Utilizada como moradia da família do responsável pelo transporte escolar das crianças residentes nas proximidades.

CASA 1Dividida em 6 ambientes 3 dormitórios, sala, cozinha, banheiro e varanda casa de paredes de alvenaria recobertas por argamassa e sob pintura em tinta látex coberta por telhas de fibrocimento, apoiadas sobre estrutura de madeira sem forração, piso em cimento queimado e esquadrias de madeira e metal área total de 57,15m² aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Na casa denominada 2 reside a família de um dos agricultores que trabalha na plantação de uva.

CASA 24 Dormitórios, sala, cozinha, 2 banheiros e garagem casa de paredes de alvenaria recobertas por argamassa e sob pintura em tinta látex coberta por telhas de cerâmica, apoiadas sobre estrutura de madeira sem forração, piso em cimento queimado e esquadrias de madeira e metal área total de 159,39m² aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Na casa denominada 3 é utilizada por outra família de agricultor.

CASA 31 Dormitório, sala, cozinha, banheiro, lavanderia casa de paredes de alvenaria recobertas por argamassa e sob pintura em tinta látex coberta por telhas de fibrocimento, apoiadas sobre estrutura de madeira sem forração, piso em cimento queimado e esquadrias de madeira e metal área total de 56,30m² aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Seguindo pela estrada de servidão, encontra-se outro bloco de benfeitorias, composto por duas casas, onde residem duas famílias de agricultores e um barracão.

CASA 43 Dormitórios, sala, cozinha e banheiro casa de paredes de alvenaria recobertas por argamassa e sob pintura em tinta látex coberta por telhas de cerâmica, apoiadas sobre estrutura de madeira sem forração, piso em cimento queimado e esquadrias de madeira e metal área total de 89,20m² aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

BARRACÃO 2-Composto por único compartimento constituído de alvenaria e telhas de cerâmicas recobertas por argamassa sob pintura em tinta látex apoiadas sobre estrutura de madeira, sem forração, piso cimentado, e sem esquadrias de fechamento, área total de 100,35 classificado de Galpão aparente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado. Anexa ao barracão 2 observa-se uma cobertura, denominada de cobertura 1.

Cobertura 1Está disposta a frente do barracão 2 é constituída em telhas de fibrocimento, apoiadas sobre estrutura de madeira e a estrutura de madeira apoiada em pilares de PVC e o corpo da benfeitoria principal, sem fechamento lateral e piso em terra batida, área total de 15,40m² cobertura simples com idade aparente 30 anos, estado de conservação regular aspecto funcional classificado como adequado.

Seguindo, encontra-se a casa 5, localizada ao lado do barracão 2.

CASA 53 Dormitórios, sala, cozinha, banheiro casa de paredes de alvenaria recobertas por argamassa e sob pintura em tinta látex coberta por telhas de cerâmica, apoiadas sobre estrutura de madeira sem forração, piso em cimento queimado e esquadrias de madeira e metal área total de 88,42m² parente idade de 30 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Próximo a casa 5 encontra-se o último barracão, denominado por barracão 3.

BARRACÃO 3-Composto por único compartimento constituído por paredes de alvenaria e telhas de fibrocimento, sem revestimento e pintura apoiadas sobre estrutura de madeira, sem forração, piso cimentado e sem esquadrias de fechamento área de 104,65m² classificado de Galpão aparente idade de 25 anos estado de conservação regular e aspecto funcional classificado adequado.

Anexa ao barracão 3 encontra-se a cobertura 2.

COBERTURA 2-Está disposta a frente do barracão 3 é constituída em telhas de fibrocimento, apoiadas sobre estrutura de madeira e a estrutura de madeira apoiada em pilares de PVC e o corpo da benfeitoria principal, sem fechamento lateral e piso em terra batida, área total de 9,50 m² cobertura simples com idade aparente 25 anos, estado de conservação regular aspecto funcional classificado como adequado.

RESERVATÓRIO DE AGUÁCapacidade para 20.000 litros e abastecido por posto semi artesiano com 80,0m de profundidade, em encontra se em precário estado de conservação. Benfeitorias produtivas caracterizadas por:PLANTAÇÃO DE UVAS –Espécie Niágara existente no imóvel composto por 2000 pés com um ano de idade de formação.

PLANTAÇÃO DE MARACUJÁ AMARELO OU AZEDOPlantação de maracujá tem aproximadamente 1.000 pés e com idade cerca de dois anos de formação ocupando uma área aproximadamente de 8.000 metros quadrados.

PLANTAÇÃO DE LICHIAPlantação de lichia existente no imóvel composto por 500 pés com 8 anos de idade de formação ocupando uma área de aproximadamente 24.000 metros quadrados. Há também cultivos temporários de plantações de tomates em estufas, plantações de milho e de pimentões em duas estufas de uma aproximadamente 1.700 metros quadrados e outra de 1.800 metros quadrados

O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fls.534/602) realizada em Outubro/2014, corresponde a R$ 718.000,00 em sua totalidade, ou seja, para aCOTA PARTE CORRESPODENTE A 2/3 DO IMÓVEL RURAL, o valor deR$ 478.667,00.No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a60%do valor atualizado da avaliação judicial (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

ÔNUS:Consta na referida matrícula:Av.02 / Av.03 / Av.04 e Av.05 – Hipotecade 2/3 do imóvelem favor do Banco Nossa Caixa – Nosso Banco S/A;Av.06 – Penhoraref. ao processo 0000096-84.2001.8.26.0582, em trâmite na Vara Única do Foro de São Miguel Arcanjo/SP, movida por Nossa Caixa Nosso Banco S/A;Av.07 – Penhorade 2/3 do imóvel, ref. ao processo 0000097-69.2001.8.26.0582, em trâmite Vara Única do Foro de São Miguel Arcanjo/SP, movida pela Nossa Caixa Nosso Banco S/A;Av.08 – Penhorade 2/3 do imóvel ref. ao processo 0000104-61.2001.8.26.0582, em trâmite na Vara Única do Foro de São Miguel Arcanjo/SP, movida pela Nossa Caixa Nosso Banco S/A;


1ª Vara Civel de Fernandópolis

Lote 01: 1ª Vara Civel de Fernandópolis

Valores atualizados

Avaliação775.000,00
Lance mínimo775.000,00
Incremento3.000,00

Resultado parcial

Maior lance-
Usuário-
Visitas4

LOTE 01 – COTA PARTE CORRESPONDENTE A 40% DO IMÓVEL RURALEquivalente a 6,20 Alqueires de terras. 

Localização: Estrada Estrela D´Oeste sentido Boa Esperança, entrada de terra a direita, aproximadamente 5 Km até o “Sítio Boa Esperança”.

IMÓVEL com área de 37.51,00 ha. de terras, iguais a quinze alqueires e meio (15,50 alq.), sem benfeitorias, encravada na fazenda Santa Rita, neste município e comarca de Estrela D`Oeste, confrontando-se pela cabeceira com Maurício Cançado Franco e outros, de outro lado com o mesmo Maurício Cançado Franco e outros, de outro lado com a estrada de rodagem que liga Boa esperança a Populina, margeando terras de Benedito Silva e pelos fundos com o córrego Mala Caia ou Veadão”.

Conforme Laudo de Avaliação, o imóvel possui topografia semi-plana, contendo 01 casa simples de placas, 01 Curral, 01 Tuia, cercada em arame farpado, contendo aproximadamente 8 mil pés de Seringueira com 12 anos produzindo e 02 alqueires com plantação de laranja (não produzindo). Cadastro INCRA nº 601.039.002.909-5.

Avaliação:R$ 1.937.500,00 na integralidade, cota parte correspondente a 40% do imóvel equivalente a R$ 775.000,00.

 Matriculado sob nº 113 do CRI de Estrela D`Oeste/SP.

ÔNUS:Consta na referida matrículaR.04 / R.05 / R.06 / R.07 / R.08 / R.09 – Hipotecaequivalente a 40% do imóvel, em favor da Cooperativa de Crédito Credicitrus;Av.10 – Penhoraexequenda.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fls.167/192) que corresponde aoLOTE 01 -R$ 775.000,00. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a60%(sessenta) do valor da avaliação judicial (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

Os bens serão vendidos no estado de conservação em que se encontram, sem garantia, constituindo ônus ao interessado, verificar suas condições antes das datas designadas para a alienação eletrônica.