Rural - 41,14 Hectares - Sítio Granja Santo Antonio - Casa Branca / SP

Rural - 41,14 Hectares - Sítio Granja Santo Antonio - Casa Branca / SP

Modalidade: Online
Local do leilão: Rua Alberto Afonso Martins nº 75 - Vila Mariana
Leilão: Judicial
Leiloeiro: Renan Augusto Fernandes Guimarães
ID: 985
Data Abertura Fechamento
1º Leilão 04/10/21 às 15h00 06/10/21 às 15h00
2º Leilão 06/10/21 às 15h00 26/10/21 às 15h00

Lote 01 - 17 Alqueires - Casa Branca / SP

  • Processo:1000975-93.2017.8.26.0653
  • Vara:2ª Vara Cível de Vargem Grande do Sul
  • Exequente:Banco do Brasil S/A
  • Executado:Transportes e Armazenamento Pirassu Ltda

Descrição completa do lote:


IMÓVEL RURAL – “Uma GLEBA DE TERRAS, ocupadas em pastos artificiais de brachíaria decumbens e agricultáveis, contendo uma casa de morada e outras pequenas benfeitorias, conhecida por Ponto Alta dos Cocais, hoje denominada Sítio São Judas Tadeu, nesta comarca e município de Casa Branca/SP, com a área de mais ou menos 17,00 alqueires (dezessete), ou seja, 41,14 has, confinando em sua integralidade com Orlando Bigoli, José Ribeiro Rosa, Cia Champion e José Ribeiro Júnior. Cadastro no INCRA nº 619.027.006.181-3. Cadastro Receita Federal (NIRF) nº 0.285.687-5.

Matriculado sob nº 1.181 do CRI de Casa Branca/SP. Avaliação: R$ 1.870.000,00 (Jan/2021).

Localização: Rodovia SP-340 Km 231 – Sítio Granja Santo Antonio – Casa Branca / SP.

ÔNUS: Consta na referida matrícula R.10 / R.11 / R.12 / R.13 / R.14 / R.15 / R.16 / R.17 / R.18 / R.20 / R.21 / R.22 / R.23 / R.24 / R.25 / R.26 / R.27 / R.28 – Hipoteca em favor do Banco do Brasil S/A; Av.31 – Penhora ref. autos nº 1001593-72.2016.8.26.0653, em trâmite na 1ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Cooperativa Agropecuária de Insumos Holambra; Av.32 – Penhora ref. autos nº 1002082-75.2017.8.26.0653, em trâmite na 1ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.34 – Penhora ref. autos nº 1001682-61.2017.8.26.0653, em trâmite na 1ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.35 – Penhora ref. autos nº 1002083-60.2017.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.36 – Penhora ref. autos nº 1001789-08.2017.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.37 – Penhora ref. autos nº 1001684-31.2017.8.26.0653, em trâmite na 1ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.38 – Penhora ref. autos nº 0000975-76.2018.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pelo Banco do Brasil S/A; Av.39 – Penhora ref. autos nº 0000390-87.2019.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Associação dos Advogados do Banco do Brasil - ASABB; Av.40 – Penhora ref. autos nº 0001396-66.2018.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Associação dos Advogados do Banco do Brasil - ASABB; Av.41 – Indisponibilidade dos bens, ref. autos nº 1000790-55.2017.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Coopercitrus Cooperativa de Produtores Rurais; Av.42 – Indisponibilidade dos bens, ref. autos nº 1001688-68.20117.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida por Travessia Securitizadora de Créditos Financeiros X S/A; Av.43 – Penhora ref. autos nº 0001161-65.2019.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Associação dos Advogados do Banco do Brasil – ASABB; Av.44 – Penhora ref. autos nº 0001275-04.2019.8.26.0653, em trâmite na 2ª Vara Cível do Foro de Vargem Grande do Sul, movida pela Associação dos Advogados do Banco do Brasil – ASABB; Av.45 – Penhora Exequenda.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM: No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fl.267) equivalente a R$ 1.870.00,00 (Janeiro/2021), que, atualizado para o leilão, perfaz o montante de R$ 1.943.895,00. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a 60% (sessenta) do valor atualizado da avaliação judicial, equivalente a R$ 1.166.337,00. (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

OBRIGAÇÕES DO ARREMATANTE: Eventuais débitos sobre o imóvel e todas as providências e despesas relativas à transferência do bem, tais como desocupação, ITBI, certidões, registro e outras despesas pertinentes, correrão por conta do arrematante, exceto eventuais débitos de IPTU e demais taxas e impostos, conforme o art. 130, “caput” e parágrafo único do CTN, (que possuem natureza “propter rem”), os quais ficam sub-rogados no preço da arrematação.

Edital do leilão
Formas de pagamento

PAGAMENTO E CONDIÇÕES DE VENDA: O arrematante efetuará o pagamento à vista.

Pagamento à vista: O depósito deve ser efetuado em até 24 hrs do encerramento do leilão, através de guia de depósito judicial do Banco do Brasil (obtida através do Portal de Custas no site TJSP (www.tjsp.jus.br).

Pagamento parcelado: O interessado em adquirir o bem em prestações poderá apresentar, por escrito: (i) até o início do primeiro leilão, proposta por valor não inferior ao da avaliação do bem; (ii) até o início do segundo leilão, proposta por valor que não seja inferior a 60% do valor de avaliação atualizado. Ficando esta forma de pagamento sujeito a apreciação do M.M Juiz da causa, (Art. 895, §1, §2, §4, §5, §6, §7, §8, e §9 do NCPC). Condições: depósito do sinal igual ao superior a 25% do valor do lance vencedor, no prazo de 24 hrs do encerramento do leilão, através de guia de depósito judicial do Banco do Brasil, e o restante em até 30 parcelas*, corrigidas mensalmente pelo índice do TJSP e garantido por caução idônea (no caso de bens móveis), e pela hipoteca do próprio bem (no caso de bens imóveis). Propostas contendo pagamento parcelado não suspenderá o leilão (NCPC § 6° do art. 895). Propostas de pagamento à vista sempre prevalecerá sobre as propostas de pagamento parcelado.

COMISSÃO: A comissão devida ao leiloeiro será de 5% sobre o valor da arrematação, não se incluindo no valor do lanço, a ser pago pelo arrematante no prazo de até 24 hrs do encerramento do leilão, na conta bancária indicada pelo leiloeiro. Decorrido o prazo sem que o arrematante tenha realizado o depósito, tal informação será encaminhada ao MM. Juízo competente para aplicação das medidas legais cabíveis.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM: No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fl.267) equivalente a R$ 1.870.00,00 (Janeiro/2021), que, atualizado para o leilão, perfaz o montante de R$ 1.943.895,00. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a 60% (sessenta) do valor atualizado da avaliação judicial, equivalente a R$ 1.166.337,00. (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital). O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica

Mapa de localização
Leilão Judicial
StartUp Leilões
1º Leilão: 06/10/2021 às 15:00 R$ 1.943.895,00
2º Leilão: 26/10/2021 às 15:00 R$ 1.166.337,00
Incremento mínimo:
R$ 15.000,00
38% Abaixo da Avaliação
Avaliação:
R$ 1.870.000,00
Visitas:
392

Últimos lances:

Usuário Valor Data Tipo
L985H638 R$ 1.196.337,00 - 100% + 1x 26/10/21 às 14:55 M
L985H640 R$ 1.181.337,00 - 100% + 1x 26/10/21 às 14:53 M
L985H636 R$ 1.166.337,00 25/10/21 às 15:09 C
Mapa de localização

Compartilhe esta oportunidade: