FAZENDA 93,88 HECTARES EM JAÍBA (MANGA) / MG

ModalidadeOnline
Local do leilãoRua Afonso Celso nº 312 - Vila Mariana / SP.
2ª Praça
AberturaFechamentoLance Inicial
14/10/19 13:0004/11/19 13:00R$ 325.000,00

93,88 Hectares de Terras no Municipio de Jaíba / MG.

IMÓVEL RURAL, situado no lugar denominado “Santa Cruz do Rio Verde”, Fazenda Ramalhudo Mártires, distrito de Gameleira (hoje município de Jaíba-MG), Comarca de Manga (MG), pertencendo o quinhão com a área de93,88 ha(noventa e três hectares e oitenta e oito ares), dentro dos seguintes limites e confrontações: - “O Polígono inicia no marco de nº 6-B cravado na divisa com Mércio José Rodrigues Oliveira. Deste com rumo magnético de 05°35´15” SE e distância de 400,00m limitando com Mércio José Rodrigues Oliveira, está o marco de nº 6-D. Daí, com rumo 75°34´46” e distância de 713,482m mesmo confinante, está o arco de nº 17-B. Deste segue sentido a montante ao Rio Verde Grande, numa distância aproximada de 1.510,261m até o marco de nº 23. Do marco de nº 23 com rumo 00°10´39” e distância de 1.309,918m, limitando com Márcio Rodrigo de Oliveira, está o marco de nº 6-A. Deste com rumo 71°03´46” SW e distância de 582,688m, limitando com Amélia Cândida Oliveira Rodrigues; está o marco de nº 6-B, que é o início deste polígono.”

Conforme Av.02/7987 –Área de Reserva Florestal Preservada é de 22,65,39ha (Vinte e dois hectares, sessenta e cinco ares e trinta e nove centiares); Fica grava como utilização limitada, não podendo nela ser feito qualquer tipo de exploração, a não ser mediante autorização do IEF. Cadastro no INCRA nº 436.224.014.745-2. NIRF nº 5.464.921-8.

Avaliação:R$ 650.000,00.Matriculado sob nº 7.987 do CRI da Comarca de Manga - MG.

O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

ÔNUS:Consta na referida matrículaR.06 –Hipotecaem favor do Banco Bradesco S/A;

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial que corresponde aR$ 650.000,00(Novembro/2017). No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a50%do valor da avaliação judicial, correspondente aR$ 325.000,00. (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

2ª Vara Cível da Comarca de Timóteo

  • 2ª Vara Cível da Comarca de Timóteo
  • 2ª Vara Cível da Comarca de Timóteo
Status13 Dias
Maior Lance-
Usuário-
Avaliação650.000,00
Lance mínimo325.000,00
Incremento3.000,00
Área de lances

93,88 Hectares de Terras no Municipio de Jaíba / MG.

IMÓVEL RURAL, situado no lugar denominado “Santa Cruz do Rio Verde”, Fazenda Ramalhudo Mártires, distrito de Gameleira (hoje município de Jaíba-MG), Comarca de Manga (MG), pertencendo o quinhão com a área de 93,88 ha (noventa e três hectares e oitenta e oito ares), dentro dos seguintes limites e confrontações: - “O Polígono inicia no marco de nº 6-B cravado na divisa com Mércio José Rodrigues Oliveira. Deste com rumo magnético de 05°35´15” SE e distância de 400,00m limitando com Mércio José Rodrigues Oliveira, está o marco de nº 6-D. Daí, com rumo 75°34´46” e distância de 713,482m mesmo confinante, está o arco de nº 17-B. Deste segue sentido a montante ao Rio Verde Grande, numa distância aproximada de 1.510,261m até o marco de nº 23. Do marco de nº 23 com rumo 00°10´39” e distância de 1.309,918m, limitando com Márcio Rodrigo de Oliveira, está o marco de nº 6-A. Deste com rumo 71°03´46” SW e distância de 582,688m, limitando com Amélia Cândida Oliveira Rodrigues; está o marco de nº 6-B, que é o início deste polígono.”

Conforme Av.02/7987 – Área de Reserva Florestal Preservada é de 22,65,39 ha (Vinte e dois hectares, sessenta e cinco ares e trinta e nove centiares); Fica grava como utilização limitada, não podendo nela ser feito qualquer tipo de exploração, a não ser mediante autorização do IEF. Cadastro no INCRA nº 436.224.014.745-2. NIRF nº 5.464.921-8.

Avaliação: R$ 650.000,00. Matriculado sob nº 7.987 do CRI da Comarca de Manga - MG.

O bem será vendido no estado de conservação em que se encontra, sem garantia, constituindo ônus do interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

ÔNUS: Consta na referida matrícula R.06 – Hipoteca em favor do Banco Bradesco S/A;

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM: No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial que corresponde a R$ 650.000,00 (Novembro/2017). No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a 50% do valor da avaliação judicial, correspondente a R$ 325.000,00. (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial que corresponde aR$ 650.000,00(Novembro/2017). No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a50%do valor da avaliação judicial, correspondente aR$ 325.000,00. (Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital).

PAGAMENTO E CONDIÇÕES DE VENDA:O arrematante efetuará o pagamento à vista.

Pagamento à vista:O depósito deve ser efetuado em até 24 hrs do encerramento do leilão, através de guia de depósito judicial do Banco do Brasil (obtida através do Portal www.depox.tjmg.jus.br). Alternativamente, poderá ser pago 25% (vinte e cinco por cento) imediatamente, a título de caução, e o restante no prazo de 15 (quinze) dias. O arrematante perderá a caução caso, não efetue o pagamento dos 75% (setenta e cinco por cento) restantes, no prazo estabelecido, em favor do exequente. Não sendo efetuado o depósito da oferta, o gestor comunicará imediatamente o fato, informando também os lanços imediatamente anteriores para que sejam submetidos à apreciação do Juízo, sem prejuízo da aplicação da sanção prevista no art. 897 do CPC (art. 21 do Prov. CSM n. 1625/2009).

Pagamento parcelado: O interessado em adquirir o bem em prestações poderá apresentar,por escrito: (i) até o início do primeiro leilão, proposta por valor não inferior ao da avaliação; (ii) até o início do segundo leilão, proposta por valor que não seja inferior a50%do valor da avaliação. Ficando esta forma de pagamento sujeito a apreciação do M.M Juiz da causa, (Art. 895, §1, §2, §4, §5, §6, §7, §8, e §9 do NCPC). Condições:depósito do sinal igual ao superior a 25% do valor do lance vencedor, no prazo de 24 hrs do encerramento do leilão, através de guia de depósito judicial do Banco do Brasil, e o restante em até 30 parcelas, corrigidas mensalmente pelo índice do TJMG e garantido pela hipoteca do próprio bem (no caso de bens imóveis). Propostas contendo pagamento parcelado não suspenderá o leilão (NCPC § 6° do art. 895).

COMISSÃO:A comissão devida ao Gestor será de 5% sobre o valor da arrematação, não se incluindo no valor do lanço. O depósito da comissão deverá ser feito no prazo de até 24 hrs do encerramento do leilão, na conta da empresa gestora Startup Intermediações Imobiliária Ltda. CNPJ. 19.009.696/0001-45. Banco Caixa Econômica Federal, Agencia 1374, Conta Corrente 2585-4. Decorrido o prazo sem que o arrematante tenha realizado o depósito, tal informação será encaminhada ao MM. Juízo competente para aplicação das medidas legais cabíveis.

End.: Fazenda Santa Cruz do Rio Verde - Município de Jaíba - Comarca de Maga - Minas Gerais

Mapa para 2ª Vara Cível da Comarca de Timóteo

Indisponível
Últimos lances superados
LoginValorDataTipo
Este lote ainda não teve lances superados
Relação de lances por usuário
LoginIPTotal de lancesMaior lance
Este lote ainda não recebeu lances