210 HECTARES - FAZENDA JOSÉ MACHADO - PARACATU / MG
ModalidadeOnline
Local do leilãoRua. Afonso Celso,312
TipoAberturaFechamentoLance Inicial
1ª Praça17/04/20 13:0022/04/20 13:00R$ 680.566,00
2ª Praça22/04/20 13:0012/05/20 13:00R$ 340.283,00

BEM PRACEADO:

IMÓVEL-Uma gleba de terras na fazenda “José Machado” deste distrito, com a área de 210.00.00 ha. (duzentos e dez hectares), dentro das seguintes divisas: Começando na barra de 2° braço que verte para o Córrego do Manoelzinho; daí, segue dividindo com terras de Abel de Almeida e Silva, até a estação 207, dividindo com terras de Antonieta de Almeida e Silva, até o marco cravado a beira do córrego da Bocaina; daí, pelo córrego abaixo, até a barra do córrego do Manoelzinho; por este acima, até onde começaram estas divisas. ConformeLaudo de Avaliação, imóvel de topografia ruim, arenoso, cascalhado, solo coberto por campos naturais, vegetação nativa do cerrado, há um córrego que dentro da área; possui uma cerca de arame dividindo as terras, não há benfeitorias no imóvel. Cadastro no INCRA nº 404.080.006.556-5. NIRF nº 1.541.307-1.Matriculado sob nº 13.066 do CRI de Paracatu / MG.Avaliação:R$ 630.000,00 (fevereiro/2018).Localização do Bem:Fazenda José Machado, região Ribeirão - Paracatu/MG.Os bens serão vendidos no estado de conservação em que se encontram, sem garantias, constituindo ônus ao interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

ÔNUS:Consta na referida matrículaR.13 - Hipotecade primeiro grauem favor do Banco Bradesco S/A /R.15 – Hipotecade segundo grauem favor do Banco Bradesco S/A /R.17 – Hipotecade terceiro grau em favor do Banco Bradesco S/A /R.20 – Hipotecade quarto grauem favor do Banco Bradesco S/A.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fl.589) realizada em Fevereiro/2018, no valor de R$ 630.000,00, que atualizado para o leilão corresponde aR$ 680.566,00. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a50%do valor atualizado da avaliação judicial, equivalente aR$340.283,00(Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital, e, não tendo sido fixado preço mínimo, considera-se vil o preço inferior a cinquenta por cento do valor da avaliação)

2ª Vara Cível comarca de Paracatu

Lote 1: 2ª Vara Cível comarca de Paracatu

Valores atualizados

Avaliação680.566,00
Lance mínimo680.566,00
Incremento2.000,00

Resultado parcial

Maior lance-
Usuário-
Visitas61

IMÓVEL-Uma gleba de terras na fazenda “José Machado” deste distrito, com a área de 210.00.00 ha. (duzentos e dez hectares), dentro das seguintes divisas: Começando na barra de 2° braço que verte para o Córrego do Manoelzinho; daí, segue dividindo com terras de Abel de Almeida e Silva, até a estação 207, dividindo com terras de Antonieta de Almeida e Silva, até o marco cravado a beira do córrego da Bocaina; daí, pelo córrego abaixo, até a barra do córrego do Manoelzinho; por este acima, até onde começaram estas divisas. ConformeLaudo de Avaliação, imóvel de topografia ruim, arenoso, cascalhado, solo coberto por campos naturais, vegetação nativa do cerrado, há um córrego que dentro da área; possui uma cerca de arame dividindo as terras, não há benfeitorias no imóvel. Cadastro no INCRA nº 404.080.006.556-5. NIRF nº 1.541.307-1.Matriculado sob nº 13.066 do CRI de Paracatu / MG.Avaliação:R$ 630.000,00 (fevereiro/2018).Localização do Bem:Fazenda José Machado, região Ribeirão - Paracatu/MG.Os bens serão vendidos no estado de conservação em que se encontram, sem garantias, constituindo ônus ao interessado verificar suas condições, antes das datas designadas para a alienação eletrônica.

ÔNUS:Consta na referida matrículaR.13 - Hipotecade primeiro grauem favor do Banco Bradesco S/A /R.15 – Hipotecade segundo grauem favor do Banco Bradesco S/A /R.17 – Hipotecade terceiro grau em favor do Banco Bradesco S/A /R.20 – Hipotecade quarto grauem favor do Banco Bradesco S/A.

VALOR MÍNIMO DA VENDA DO BEM:No primeiro leilão, o valor mínimo para a venda do bem apregoado será o valor da avaliação judicial (fl.589) realizada em Fevereiro/2018, no valor de R$ 630.000,00, que atualizado para o leilão corresponde aR$ 680.566,00. No segundo leilão, o valor mínimo para a venda do bem corresponderá a50%do valor atualizado da avaliação judicial, equivalente aR$340.283,00(Art. 891 do NCPC, Parágrafo único. Considera-se lance vil o preço inferior ao mínimo estipulado pelo juiz e constante do edital, e, não tendo sido fixado preço mínimo, considera-se vil o preço inferior a cinquenta por cento do valor da avaliação).